“Por favor, pare”, pediu pai a padre que criticava o filho morto no funeral

Padre está a gerar uma onda de revolta depois de ter criticado, durante o funeral, um jovem de 18 anos que pôs termo à própria vida. O pai do rapaz chegou mesmo a pedir ao sacerdote para parar com os comentários.

“Por favor, pare”, pediu pai a padre que criticava o filho morto no funeral
Imagem: PTJornal

Maison Hullibarge, jovem norte-americano, estudante universitário, pôs termo à sua própria vida aos 18 anos de idade. No seu funeral, o padre que dirigia a cerimónia fez questão de criticar o defunto por ter cometido suicídio, chamando-o, entre outras coisas, de pecador. Além disso, disse que não tinha a certeza que a alma do jovem chegaria ao céu.

Durante as críticas, o pai do jovem, desesperado, apelou ao padre para parar com os julgamentos e comentários impróprios e, em plena cerimónia fúnebre, gritou: “Padre, por favor, pare!”

Ainda assim, o sacerdote prosseguiu. Alguns jovens, amigos de Maison, saíram da igreja a chorar.

“Por favor, pare”, pediu pai a padre que criticava o filho morto no funeral

Depois do episódio ter gerado uma onda de revolta – primeiro na comunidade e, depois, nas redes sociais – o pai do jovem que se suicidou deu uma entrevista ao Detroit Free Press, na qual declarou:

“Ele estava a condenar o nosso filho, basicamente a chamá-lo de pecador. Questionava se ele se tinha arrependido o suficiente para chegar ao céu. Disse a palavra ‘suicídio’ mais de seis vezes”, lamentou Jeff Hullibarger.

Entretanto, a igreja de Detroit já veio a público pedir desculpa: “Compreendemos que esta situação dolorosa foi tornada mais difícil e lamentamos”, revelou a igreja em comunicado.

 

Comente esta notícia