Porto: farmacêutico espanca mulher na área de atendimento da farmácia

Autoridades falam em "violência extrema". Técnica levou socos e pontapés e ficou gravemente ferida. Colegas da farmácia assistiram a tudo e, apesar dos esforços, não conseguiram parar o agressor.

Porto: farmacêutico espanca mulher na área de atendimento da farmácia
Imagem: iStock

Um farmacêutico, de 54 anos, foi detido pela PSP depois de ter agredido com violência a mulher, técnica auxiliar, de 45, no interior da farmácia em que ambos trabalham, no Porto.

A vítima foi agredida a soco e pontapé e sofreu vários ferimentos no corpo. Quanto ao agressor, fugiu do local mas foi localizado à porta de casa, na Maia, depois da emissão de um mandado de detenção. Reagiu à aproximação dos polícias, agredindo-os. Na sequência do incidentes, dois agentes ficaram feridos, mas consumaram a detenção.

Sabe-se que as agressões no interior da farmácia ocorreram de forma fortuita, em frente a duas farmacêuticas e à empregada de limpeza. A vítima, com duas filhas menores de uma relação anterior, foi espancada na zona do atendimento. As autoridades que se deslocaram ao local referiram que se tratou de um episódio de “violência extrema”.

Porto: farmacêutico espanca mulher na área de atendimento da farmácia

A mulher foi internada de imediato no Hospital de São João, mas já na madrugada desta quinta-feira assinou um termo de responsabilidade e deixou a unidade hospitalar. Sabe-se que, quando iniciaram a relação amorosa, compraram juntos a loja em que ocorreu o espancamento.

As duas farmacêuticas e a empregada de limpeza que testemunharam as agressões ficaram em choque. Tentaram acalmar os ânimos, mas sem sucesso. Tiveram apenas o discernimento de pedir socorro.

De acordo com uma fonte citada pelo CM, uma das testemunhas das agressões referiu que o farmacêutico “parecia possuído” e espancou a mulher a soco e pontapé depois de uma discussão ocorrida no interior do estabelecimento comercial.

 

Comente esta notícia