Protesto: coletes amarelos nas árvores contra falta de iluminação de Natal

Em dia de protestos dos chamados "coletes amarelos", houve quem não perdesse a oportunidade para mostrar a sua posição sobre a falta de iluminação de Natal.

Protesto: coletes amarelos nas árvores contra falta de iluminação de Natal
Imagem: JN

Os protestos dos “coletes amarelos”, inspirados pelas manifestações em França, saíram à rua em Portugal esta sexta-feira, mas não pararam o país como pretendiam.

Apesar de terem condicionado o trânsito em algumas cidades, sobretudo no Porto, em Braga e Lisboa, há relatos de que havia mais agentes da polícia nas ruas do que propriamente manifestantes.

Num manifesto divulgado na quarta-feira, um dos grupos – “Movimento Coletes Amarelos Portugal” – propunha uma redução de impostos na eletricidade, com incidência nas taxas de audiovisual e emissão de dióxido de carbono, uma diminuição do IVA e do IRC para as micro e pequenas empresas, bem como o fim do imposto sobre produtos petrolíferos e redução para metade do IVA sobre combustíveis”.

Protesto: coletes amarelos nas árvores contra falta de iluminação de Natal

Não tolerando qualquer ato de violência ou vandalismo, este movimento, que se intitula como “pacífico e apartidário”, defende também o combate contra a corrupção.

Tirando um ou outro caso, sobretudo na capital, os ânimos nas ruas mantiveram-se pacíficos.

Aproveitando a onda de protestos dos “coletes amarelos”, houve quem os usasse para fazer outro tipo de protesto. As árvores do largo das Termas das Caldas de S. Jorge, em Santa Maria da Feira, surgiram, esta sexta-feira, “vestidas” com coletes amarelos, numa alusão às manifestações que se registaram em todo o país.

A iniciativa apanhou a população local de surpresa, mas, tal como avança o JN, esta foi uma forma encontrada para protestar contra a falta de iluminação natalícia naquele local.

 

Comente esta notícia