Sérgio Conceição: "Nunca me desculpei com o cansaço"

Em antevisão ao encontro com o Rio Ave, Sérgio Conceição abordou o calendário do FC Porto, numa semana em que o plantel dos dragões teve uma semana para preparar um encontro.

Sérgio Conceição:
Imagem: FC Porto

Faltam quatro finais para terminar o campeonato e a margem de erro é mínima para os dois primeiros classificados, águias e dragões. Esta sexta-feira, o FC Porto defronta o Rio Ave em Vila do Conde, equipa que mereceu elogios por parte de Sérgio Conceição.

“Vamos encontrar um adversário que, nos últimos dois jogos, tem duas vitórias com adversários que estão acima na tabela. É um bom momento do Rio Ave depois da entrada de Daniel Ramos. Analisámos os pontos fortes e mais frágeis. A preparação é feita como nos outros jogos. Espera-nos um jogo difícil”, começou por dizer.

O Benfica visita, no domingo, o Braga mas, apesar da “jornada quente”, Sérgio Conceição não acredita que seja a mais decisiva para as contas do campeonato.

sergio conceicao: nunca me desculpei com o cansaço

“Não sabemos o jogo que pode ser decisivo. É importante focarmo-nos jogo a jogo. O que vai acontecer nos outros jogos a seu tempo falaremos. À medida que se vai aproximando o final, os jogos ganham um peso diferente, encurta-se o tempo e jogos para recuperar um ou outro ponto que possamos perder. Estamos habituados a essa pressão. Estamos desde o início a lutar por títulos e tivemos a oportunidade de ganhar um este ano – a Supertaça”, acrescentou.

“Estivemos na final da Taça de Liga, estamos na final da Taça de Portugal e estamos na disputa do campeonato. Importante é estar nessas finais e nos momentos de grande decisão. Já tivemos exemplos de jogos teoricamente mais acessíveis que acabam por se complicar.”

O treinador dos azuis e brancos abordou, ainda, o calendário do FC Porto, numa semana em que o plantel dos dragões teve uma semana para preparar um encontro.

“Nunca me desculpei com o cansaço. Falei, depois do jogo com o Liverpool, do jogo com o Santa Clara, porque era extremamente injusto, no limite das 72 horas de descanso. Noutras situações nunca falei. Esse calendário frenético faz parte das grandes equipas até ao fim das competições. Agora, se queremos maior produtividade, uma imagem boa das nossas equipas, é preciso, internamente, perceber isso. Já me manifestei do que tem que ser a proteção das equipas portuguesas que jogam na Europa”, prosseguiu.

sergio conceicao: nunca me desculpei com o cansaço

Num momento em que as nomeações da arbitragem foram tornadas novamente públicas, Sérgio Conceição disse concordar com a decisão desde que seja para o bem do futebol português.

“Não tenho que achar bem ou não. Se todos sabemos antes ou depois, tem a ver com estratégia do Conselho de Arbitragem. Tudo o que for para o bem do futebol, estou de acordo. Se acham que essa fórmula é melhor neste momento, em que vivemos semanalmente com novelas e situações caricatas, eu estou de acordo”, concluiu.

Os dragões defrontam, esta sexta-feira, o Rio Ave em Vila do Conde a contar para a 31.ª jornada da Liga. O pontapé de saída está marcado para as 20.30 horas.

 

Comente esta notícia