"Tenham vergonha, sacanas!" Rogério Samora defende demissão de ministro

Revoltado, o ator partilhou uma mensagem nas redes sociais sobre o incêndio em Monchique que lavra há vários dias. Pede ao ministro da Administração Interna que “desapareça” e apela ainda a prisão perpétua para os incendiários. Foi duro e cru nas palavras.

Imagem: NTV

Numa mensagem bastante inflamada, Rogério Samora exigiu a demissão de Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna – que rendeu Constança Urbano de Sousa após os incêndios de 2017 – , dizendo que o trabalho daquele não trouxe resultados.

O ator mostrou-se revoltado também por ver o governante a falar sobre incêndios e vestir uma gravata. “Demita-se senhor ministro! Rua! De gravata? Senhor ministro vá para Monchique”, atirou.

Defendendo a “prisão perpétua” para os “criminosos / pirómanos” responsáveis pelos fogos, Rogério Samora apresenta uma solução para tornear a alegada lotação esgotada nas cadeias portuguesas: “Não há espaço nas cadeias? Usem os ministérios que estão vazios por falta de pessoal qualificado para as funções que desempenham”, escreveu.

O incêndio de Monchique está ativo há vários dias, tendo já obrigado a evacuar populações das suas casas. Há inúmeras casas destruídas, automóveis e contabilizam-se até ao momento 24 feridos, um deles em estado grave. Os aviões já são obrigados a abastecer no mar, em Portimão, já que as chamas vão consumindo cada vez mais área.

Leia a mensagem do ator na íntegra:

DEMITA-SE SR. MINISTRO! RUA!!! De gravata?!? SR.MINISTRO VÁ PARA MONCHIQUE. O SEU TRABALHO NÃO DEU RESULTADOS E PERMITA-ME CORRIGIR O SEU SLOGAN:

“PESSOAS SEGURAS, ALDEIAS SEGURAS, FLORESTAS SEGURAS”

Instalem câmaras, paguem a guardas florestais e alterem a pena dos criminosos / pirómanos para prisão perpétua! Não há espaço nas cadeias? Usem os Ministérios que estão vazios por falta de pessoal qualificado para as funções que desempenham para fazerem celas! Desapareça Sr. Ministro. Que vergonha! Que país! Que má imagem de boas vindas aos turistas que nos visitam. Shame on you bastards!

 

 

Comente esta notícia