Tensão em Alvalade: Jesus pede carinho e adeptos insultam equipa

Adeptos leoninos insultaram a equipa após a derrota no Funchal, que atirou o Sporting para terceiro lugar. PSP teve de intervir para acalmar os ânimos.

Tensão em Alvalade: Jesus pede carinho e adeptos insultam equipa
Imagem: Expresso

“Marítimo fez dois golos e nós fizemos um. Equipa do Sporting nunca teve dinâmica ofensiva e qualidade técnica e tática. Equipa do Marítimo não nos deu grandes espaços. Jogadores do Marítimo fizeram muito anti-jogo, sempre a parar o jogo. Mas tínhamos de fazer mais durante a segunda parte para sair daqui com uma vitória”, explicou Jorge Jesus, na zona de entrevistas rápidas no final da partida.

Questionado se foi a ansiedade que traiu a equipa, o técnico leonino discordou. “A equipa teve crença, mas não foi tão fresca como normalmente é. Alguns jogadores já estão a sentir os 60 jogos e a temperatura não ajudou. Perdemos todas as nossas possibilidades com o 2-1”, prosseguiu.

rui-patricio_Expresso

“Agora é recuperar a equipa e preparar uma final importantíssima, que é a da Taça de Portugal. Isto é difícil, a equipa sentiu a derrota e a forma como os adeptos reagiram à derrota. Equipa ficou abalada pela derrota e porque os adeptos ficaram insatisfeitos”, acrescentou, assumindo frustração: “Era um jogo em que o segundo lugar nos ditava a possibilidade de estar na Champions, e quando dependes de ti mas não consegues, ficas frustrado.”

Mesmo após a derrota desmoralizadora, Jesus pediu carinho aos adeptos para o grupo chegar na máxima força ao Jamor. Ainda assim, as palavras do técnico não sensibilizaram os apoiantes do clube de Alvalade, uma vez que fizeram questão de apupar, insultar e assobiar o plantel no aeroporto do Funchal e à chegada a Alvalade.

rui-patricio_Observador

Em ambos os locais foi necessário reforçar o cordão policial, sobretudo à passagem de Rui Patrício – quem os adeptos não perdoam pelo “frango” que sofreu nos Barreiros.

 

Comente esta notícia