"Vieira e Paulo Gonçalves gozam com o Ministério Público"

Francisco J. Marques revelou que esta quarta-feira é um dia decisivo para o caso "e-Toupeira" e fez acusações graves ao presidente do Benfica.

Imagem: JN

No programa “Universo Porto da Bancada” desta terça-feira, o diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, acusou o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e Paulo Gonçalves de “brincar com o Ministério Público”, pois andam a encontrar-se mesmo depois da Justiça ter decretado proibição de contactos.

Depois de, recentemente, ter acusado os partidos políticos de serem subservientes ao clube da Luz, o dirigente portista diz que agora que “entram os Tribunais” acabou-se “a brincadeira” para os dirigentes encarnados.

“O que realmente interessa é que o dia de amanhã [quarta-feira] marca uma mudança de circunstâncias. Temos estado este último ano e meio com denúncias sobre as práticas do Benfica. Amanhã chegamos à altura em que não se pode comprar uma viagem para não prestar declarações ou ter uma amnésia para não prestar declarações. Os tribunais entram. Há razões e regras a cumprir. E vai ser feito com alguma rapidez”, começou por dizer.

Recorde-se que a fase de instrução do processo “e-Toupeira” começa esta quarta-feira, razão pela qual Francisco J. Marques fala em “mudanças” e que “antes do Natal, saberemos quem vai a julgamento”.

“O que tivemos foi uma SAD que andou a brincar com o Ministério Público. Houve uma notícia de um encontro entre Luís Filipe Vieira e o Paulo Gonçalves, num hotel em Lisboa, que de casual só teve a indumentária do presidente. Mais uma vez, Luís Filipe Vieira e Paulo Gonçalves gozam com o Ministério Público. Não há proibição de contactos mas as pessoas têm de ter noção. Ou estavam a tratar da instrução ou o Paulo Gonçalves estava a fazer no Benfica: renovação de contrato e coisas que não devia fazer. Tudo o que foi divulgado neste programa já é suficientemente comprometedor para a SAD do Benfica”, disse ainda o diretor de comunicação do FC Porto.

 

 

Comente esta notícia